Gente do céu, o tempo passa tão rápido que quando me sento para escrever para vocês já tem um tempinho considerável, né? Mas estou aqui! E meu Instagram @cosmopolitando está bombando, rsrsr!

Tenho recebido emails diversos de mães preocupadas com alimentação dentro dos parques. Resolvi, então, juntar um monte de dicas diferentes sobre refeições, atrações e mais, que aplico na minha vida também. Afinal, tenho um pequeno de 3 anos e, quem é mãe sabe, que sair com criança é juntar até o telhado da casa para ir junto.

IMG_3352

 

Então vamos lá:

Alimentação

A Disney não é contra trazer lanches de casa para os parques. Coloque os biscoitinhos e sucos que as crianças gostam e já estamos meio caminho andado. Vocês podem passar em um Publix da vida e abastecer as mochilas;

O Animal Kingdom tem quintandinhas com frutas e vegetais para uma refeição mais saudável.

IMG_3430

 

Economia

Crianças abaixo de 3 anos entram gratuitamente nos parques da Disney. Uma economia não faz mal a ninguém;

Já falei aqui no blog e repito: levar água é mais barato do que comprar no parque. Uma garrafa de água pode custar $4 e no calor para uma família, todos dias já junta uma graninha.

 

– Refeições com personagens

A melhor, na minha opinião, é a do restaurant Ravello no Four Seasons Walt Disney World. Mickey, Minnie e Pateta fazem a festa da criançada e a comida é fresquinha e gostosa. O Ravello Goofy and Pals breakfast só acontece às quintas e sábados e o telefone para reservas (407) 313 6161.

IMG_7485 IMG_6607

– Encontrando os personagens

Melhor local para ver os personagens, no Magic Kingdom  sem esperar em fila é o The Crystal Palace. Reservem para o almoço para ver Pooh e sua turma.

– Para ver Mickey, Minnie, Pateta com filas e ar condicionado, porque no verão daqui não há cristão que aguente, tem o EPCOT Character Spot.

IMG_7486

 

– Atrações

– Vocês já ouviram falar de Rider Switch? É assim: você entra para uma determinada atração que ofereça o Rider Switch, seu marido fica com a criança e depois vocês trocam sem precisar ir na fila outra vez. Procurem o cast member da atração para mais informações;

– Usem o Disney FASTPASS. Hoje está muito mais fácil! Levem o ingresso até o cast member e ele faz a reserva de 3 atrações badaladas de uma vez só, escolhendo melhores horários e dando todo um jeitinho para acomodar a brincadeira no tempo de vocês;

– As atrações para crianças menores e que usam o Disney FASTPASS são: Magic Kingdom Theme Park Buzz Lightyear′s Space Ranger Spin Peter Pan′s Flight The Many Adventures of Winnie the Pooh Character Meet-and-Greets Epcot Theme Park Living with the Land Disney′s Hollywood Studios Theme Park Voyage of the Little Mermaid Toy Story Mania! Disney′s Animal Kingdom Theme Park Kilimanjaro Safaris. Esse safari é imperdível para crianças que gostam de animais;

– Com os pequenos, as melhores atrações são: Fantasyland: Prince Charming Regal Carrousel; “it’s a small world”; The Many Adventures of Winnie the Pooh; Walt Disney World Railroad, Na nova Fantasyland: Dumbo, The Flying Elephant. Na Advetureland: The Magic Carpets of Aladdin ride.

– Se as crianças tem medo do escuro, melhor evitar: show de fogos, Sea Witch and creepy-eyed eels in Under the Sea Journey of the Little Mermaid, ou the gunfire at Pirates of the Caribbean ride e Lilo & Stitch.

– Atividades Extras

Kidscot no EPCOT são espaços para as crianças descansarem e desopilarem pintando. Cada país tem o seu.

IMG_5674

 

Os resorts da Disney, como o Animal Kingdom Lodge tem contadores de histórias, fogueira para assar marshmallows, piscinas e parquinhos.

 

– Conforto para os pais e as crianças

– Carrinhos podem ser alugados por um dia ou múltiplos dias. É só procurar um símbolo de carrinho no mapa de cada parque disponível na entrada e, em Português. ($15/dia para uma criança. $31/dia para duas crianças. Desconto para múltiplos dias disponível também). Ou, se vocês preferirem, podem comprar aqueles “magrelinhos” no Walmart e levar para tudo quanto é canto.

image

– Baby Care Centers, patrocinados pela Nestle Good Start, onde vocês podem dar de mamar, dar a comidinha ou trocar a fralda, podem ser achados nos parques. Não é o máximo? E vocês ainda não viram nada!… Lá tem também cadeiras de balanço para a gente ninar nossos pequenos e, até cadeirão, para dar o almoço ou lanche, ao invés de ficar correndo doida atrás da criança. Alguém? rsrs… Coloquei abaixo mapinhas de cada um dos 4 principais parques da Disney para vocês se situarem e identificar o Baby Care Center desde já. Ou vocês podem procurar por um símbolo de chupeta também.

– Fórmula, “potinho” e suco estão disponíveis nas lojinhas dos hotéis ou nos Baby Care Centers. Para uma almoço rápido na Fantasyland, a lanchonete Pinocchio Village Haus pode ser uma boa pedida. Lá a gente encontra frutinhas, sanduíche de geléia de amendoim (bem Americano, eu sei, rs) e saladas (tem criança que para gostar de verdura tem é zé, mas para as que gostam, está aí a dica).

image

Magic Kingdom

image

Epcot Center

image

Hollywood Studios

image

Animal Kingdom

image

– Antes de chegarem no parque combinem com as crianças um local para encontrar, caso elas venham a se perder. Para as que ainda não entendem esse tipo de conversa, coloquem pulseirinhas com identificação ou usem aquela mochilinha com bichinho de pelúcia que você segura por trás. Comprei a minha no Target por $10 e pouco e vou dizer… ajuda muuuuuito! Importante saber que crianças perdidas são, geralmente, levadas para o Lost Disney Theme Park Baby Care Center.

 

Com os pequenos nos Resorts

  • Pack ‘n Play Playard ou berços estão disponíveis se vocês pedirem.
  • Há um serviço tipo babá no quarto para criança de 6 meses a 12 anos. Uma parceria com a Kids Nite Out. Alguns locais oferecem Centros de atividades para crianças com idade de 3 a 12 anos.

image

Diquinhas Extras:

– Assim que vocês chegarem no Magic Kingdom, vão para nova Fantasyland. Lá é onde tem aquelas atrações menorzinhas, tipo casa do Mickey, etc. Se a criança de vocês ainda tem o cochilinho, vocês podem tirar a sonequinha num banco sombreado ou conferir o Castle Couture no castelo da Cinderella ou Big Top Souvenirs Storybook Circus na nova Fantasyland. Tem também a opção de vocês almoçarem e irem para o hotel (se for da Disney) ou saírem depois da parada da tarde. Se vocês não se importarem com a rotina do soninho, vocês podem voltar à noite para a parada elétrica.

 

Dica da Mila:

Claro que todas as dicas acima são minhas e assino embaixo, rsrs, mas tem outra que nem todo mundo vai concordar, porque tem a ver com hospedagem e mexe com o bolso. Atrações, onde encontrar comida saudável e personagens automaticamente já fazem parte do roteiro, mas hotel é pura escolha pessoal  e sou suspeita para falar , porque amo um resort e não acho que hotel é só para passar a noite. Então…

 

– Eu ainda acho que ficar nas propriedades Disney é a melhor saída para quem vem com criança muito pequena. Os bichinhos se estressam com o calor ou frio, multidão, fome, sono… e se vocês estiverem hospedados por perto, basta pegar o monorail ou o ônibus para descansar um pouco e, quem sabe, voltar depois quando todo mundo estiver mais relaxado.

Já falei aqui no blog sobre dicas de pronto-Socorro, pediatra do Biel, que amo e comidinhas. É só fuçar bem muito, rs! Qualquer dúvida, me escrevam!